enfim resolvido

segunda-feira, 2 de abril de 2018

Filmes assistidos em Março

via pinterest
Hey gente!

Além do filme Como nos conhecemos, original da Netflix, que contei o que achei em um outro post, ainda assisti dois filmes "novos", que eu ainda não tinha assistidos e compartilhado com vocês. 

OS ÚLTIMOS 5 ANOS
Cathy Hyatt (Anna Kendrick) e Jamie Wellerstein (Jeremy Jordan) são casados. Ela é uma atriz em busca de uma carreira, mas ainda conseguiu um grande papel. Ele é um romancista em ascenção, cuja última obra está em evidência. Eles reveem seu relacionamento. A diferença entre o sucesso de Cathy e de Jamie os faz entrar em conflito e repensar os últimos cinco anos, tempo em que estiveram juntos.
O filme The Last 5 Years. que é baseado no musical da Broadway, narra todo o relacionamento de Cathy e Jamie através de músicas, sendo que conhecemos primeiro o final da história. É bem estilo do filme "Love", que vemos os fatos de trás pra frente.

Ele, um romancista de sucesso que começou a ver sua carreira decolar aos 23 anos, enquanto ela, uma atriz que ainda estava em busca de um grande papel no teatro. Isso pesou muito na relação e eles passaram a repensar os 5 anos de relacionamento.

O filme é todo cantado, literalmente. Me deu um pouquinho de agonia por ser muita música MESMO em um filme que pela sinopse eu pensei que teria muita fala. Se fosse um filme tipo Encantada, que temos música e diálogos seria incrivelmente maravilhoso. Mas não foi.

Basicamente, gostei de ter assistido e indico pra quem gosta de musicais. As músicas são lindas, os atores também estão de parabéns e o cenário nem se fala.

FALA SÉRIO, MÃE!
Ângela Cristina (Ingrid Guimarães), mãe da adolescente Maria de Lourdes (Larissa Manoela), está tendo a experiência de guiar sua filha durante uma das fases mais complicadas da vida. Ela vive uma montanha-russa de emoções, com medos, frustrações e um caminhão de queixas para descarregar. Por outro lado, Malu, como prefere ser chamada, também tem suas insatisfações. Teimosa, sofre com os cuidados excessivos e com o jeito conservador da mãe.
Se tem um filme que eu estava muito ansiosa pra ver adaptação ele se chama fala sério, mãe! O livro da Thalita Rebouças foi o primeiro que eu lembro de ter lido por amor mesmo, sabe? Lembro que foi na mesma época que eu comecei a namorar também. Não lembro muita coisa do livro, até por que já faz um tempinho, né? Mas o filme tá de parabéns. Conseguiu me tirar alguns sorrisinhos bobos em meio a uma tpm brabaaaa!!!

É daqueles filmes que não tem como não comparar com as nossas mães, tipo Minha Mãe é uma Peça, que é um clássico de comparações. Ângela Cristina tem muito da minha mãe e da mãe de vocês, com certeza.

Conhecemos todas as principais fases da Maria de Lourdes e impossível não nos reconhecermos nela também.

Basicamente, o filme narra as fases da Malu e a experiência da mãe dela com uma adolescente e seus excessos de cuidados que por muitas vezes mata a menina de vergonha. Quem nunca? hahaha

Sobre as atuações, amei a Ingride Guimarães no papel da mãe. No início, a Larissa Manoela no papel da Malu me deu nos nervos, achei um negócio forçado, mas aí não sei se foi por que ela precisou interpretar uma Malu mais nova também, sabe? Depois foi melhorando e acabei gostando muito.

Ainda temos a presença da autora no filme.

Espero que tenham gostado!

Me falem se vocês já assistiram algum desses...

Beijos, Lah!

1 comentários:

  1. Assisti Fala sério mãe! esses dias também. Estava doida para ver por conta da repercussão que teve. Amei o filme, achei bem engraçado, e não achei que fosse muito forçado não. Deu para arrancar umas risadinhas e até um chorinho (me emociono por qualquer coisinha).

    Os últimos 5 anos nunca tinha ouvido falar, mas é um gênero que não curto muito. Acho filmes musicais bem chatinhos de assistir!

    Beijos Boas de Papo



    ResponderExcluir

Obaaaa, muito obrigada por comentar, volte sempre! Beijoss!

 
© COPYRIGHT 2014-2017. ENFIM RESOLVIDO. ALL RIGHTS RESERVED. DESIGN BY GABRIELA FREITAS