enfim resolvido

sexta-feira, 25 de agosto de 2017

Resenha do filme Death Note, original Netflix

Hey gente!

O principal motivo de eu ter demorado a assistir ao filme Death Note foi por que pensei que se tratava de um filme de terror daqueles que a gente não consegue dormir, não que eu tenha costume de assistir a filmes assim hehe 

Eis que comecei a assistir e decidi que na hora que aparecesse alguma cena que eu considerasse de terror, pararia de assistir. Pois é, mundo, aqui estou para contar minha opinião sobre o filme por que eu consegui assistir tudo. 
Um jovem usa os poderes de um caderno sobrenatural para matar bandidos, mas acaba atraindo a atenção de um detetive, um demônio e uma colega.
Para quem não sabe e caiu de paraquedas num filme aleatório do catálogo da Netflix, Death Note é baseado em uma série de Mangás escrita por Tsugumi Ohba e Takeshi Obata. Vou logo pedindo desculpas se falar algo errado sobre esse assunto, por que eu realmente não conheço muito, mas vou tentar explicar da melhor maneira para leigos que nem eu. 
Logo de início conhecemos o Light que é interpretado pelo Nat Wolff. Em mais uma manhã rotineira do colégio, um certo livro cai do céu bem do lado do garoto. O que seria esse livro e qual motivo de ter caído próximo a ele? 
Trata-se de Death Note, um livro sobrenatural que tem o poder de matar as pessoas que tem seus nomes escritos nele. Com quem está o livro? Ahh, com o Light. Então, o Light decide quem pode morrer e como morrer. Basta ter um nome e pensar no rosto da pessoa. Entendem? O Ryuk é o demônio do livro e pelo que vi, pelo menos a caracterização do personagem é idêntica ao Mangá. 
A ideia do garoto foi usar o livro para matar bandidos e algumas pessoas ruins que passaram pela sua vida, mas como não podia assumir os feitos começou a utilizar o pseudônimo Kira. Kira passou a matar vários bandidos e conseguiu vários fãs pelo mundo, passando a ser considerado o herói da história. Mas mesmo assim, Kira matou mais de 400 pessoas com ajuda de dados confidenciais e agora estava sendo procurado por todo tipo de polícia desse mundo, principalmente pelo L, investigador independente que conseguiu decifrar vários casos importantes que ninguém tinha conseguido antes. 
Nesse meio tempo, Mia descobre o Death Note e juntos vão decidindo qual bandido irá morrer. Achei que romantizaram demais e com certeza no Mangá não tem nem metade dessa história. Alguém que assistiu aos Mangás, essa informação procede? 

Se eu sei a semelhanças entre o Mangá e o filme? Não sei, mas assistindo como uma pessoa leiga que encontrou um filme lançamento da Netflix e não conhece Mangás, eu até que gostei do filme, apesar de ter sido muito bombardeado pelas milhares de diferenças entre os dois.
Como falei, não assisti ao filme no lançamento por motivos de: pensei que fosse filme de terror. Eu não sou muito fã de filmes de terror (leia: eu tenho muito medo) e apesar de ser classificado como filme de terror, Death Note não é filme de terror. É uma mistura de Premonição, que nem faz aqueles medos todos, não é mesmo? Quem tá dizendo é a pessoa mais frouxa desse mundo, então pode confiar.

Eu não sei se o Mangá é de terror, mas a adaptação com certeza não é de terror!
Eu achei a história incrível, o desenrolar dos fatos me surpreendeu e achei a atuação dos atores convincente. Novamente: estou fazendo o papel de uma pessoa que encontrou um filme aleatório da Netflix e não sabe nada sobre Mangás. 

A continuação de Death Note só depende da Netflix, de acordo com o diretor. Então talvez podemos esperar mais respostas sobre o filme. 

Espero que tenham gostado!

Quem assistiu a alguma das versões? Me contem!

Beijos, Lah!

2 comentários:

  1. Oi, poderia me explicar o final do filme?

    ResponderExcluir
  2. Também não entende o final

    ResponderExcluir

Obaaaa, muito obrigada por comentar, volte sempre! Beijoss!

 
© COPYRIGHT 2014-2017. ENFIM RESOLVIDO. ALL RIGHTS RESERVED. DESIGN BY GABRIELA FREITAS