enfim resolvido

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Filmes assistidos em Junho #2

via pinterest
Hey gente!

Aqui estamos nós com a segunda parte da lista de filmes assistidos em junho. Se você ainda não viu, tem a primeira parte onde indico três filmes e ainda fiz a resenha do filme fica comigo, produção original da Netflix.

PASSAGEIROS
TÍTULO ORIGINAL: Passengers
DIREÇÃO: Morten Tyldum
GÊNERO: Romance, Ação, Ficção Científica
ANO: 2016
Durante uma viagem de rotina no espaço, dois passageiros são despertados 90 anos antes do tempo programado, por causa de um mal funcionamento de suas cabines. Sozinhos, Jim (Chris Pratt) e Aurora (Jennifer Lawrence) começam a estreitar o seu relacionamento. Entretanto, a paz é ameaçada quando eles descobrem que a nave está correndo um sério risco e que eles são os únicos capazes de salvar os mais de cinco mil colegas em sono profundo.
Num cenário bem futurista, uma mega nave viaja com cinco mil passageiros para um planeta novo, onde irão começar uma nova vida.

A nave que foi projetada para nunca dar problema, começou a dar alguns panes, incluindo na capsula de hibernação de Jim.

O problema na capsula de Jim fez com que ele despertasse 90 anos antes de chegar ao destino final.

Nesse meio tempo, a Aurora aparece... Como, vocês vão saber assistindo por que talvez estarei dando um spoiler.

A questão é que eles começam a estreitar o relacionamento, até por que faltam 89 anos para eles chegarem ao novo planeta, né?

Os panes começam a piorar e aí que eles precisam salvar o pessoal.

Achei o filme muito legal, confesso que assim que estreou e eu vi a sinopse, imaginei a história um pouquinho diferente com menos romance e mais ação.

BEING CHARLIE
TÍTULO ORIGINAL: Being Charlie
DIREÇÃO: Rob Reiner
GÊNERO: Drama, Romance
ANO: 2015
Charlie (Nick Robinson) é um garoto de 18 anos esperto e privilegiado monetariamente, mas com sucessivos casos de imprudência. Após fugir de um clínica de reabilitação em Utah com a ajuda do melhor amigo Adam (Devon Bostick), o pai de Charlie (Cary Elwes), que está concorrendo ao cargo de governador, decide colocar o filho em outra clínica para não prejudicar sua candidatura. No novo centro de reabilitação ele conhece Eva, uma menina tão desordenada como ele. Apesar das relações serem proibidas entre os residentes, eles se aproximam cada vez mais, não importa a que custo.
Fazia muito tempo que eu queria assistir Being Charlie por motivos de: meu crush da vida Nick Robinson é o protagonista

Charlie é um garoto de família rica e influente (o pai é candidato a governador), mas sofre com dependência química (drogas), o que pode complicar a campanha do seu pai. Por esse motivo, após fugir na sua clínica anterior, ele é colocado em um novo centro de reabilitação.

Chegando lá, ele encontra Eva, que também tem histórico de dependência (álcool) e se aproximam mais do que o esperado, mesmo sendo proibido. 

Basicamente o filme conta a luta do Charlie contra a dependência e toda a confusão na vida dele. Pontos importantes a serem debatidos, que fazem o telespectador pensar mais sobre o assunto.

Será que Charlie melhorou? E Eva? Eles ficam juntos no final? 

É tenso, um assunto bem forte e indico que vocês assistam o filme. 

Espero que tenham gostado!

Já assistiram algum dos indicados?

Beijos, Lah!

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Resenha do livro O Ceifador - Neal Shusterman

via @enfimresolvidoblog
Hey gente!

Recentemente recebi o livro O Ceifador, cortesia do grupo Companhia das Letras (Selo Editora Seguinte). O livro é um dos lançamentos da editora e fiquei muito feliz em ter recebido. Obrigada!

Título Original: Scythe #1
Autor: Neal Shusterman
Editora: Editora Seguinte
Número de Páginas: 448
Ano: 2017
Primeiro mandamento: matarás. A humanidade venceu todas as barreiras: fome, doenças, guerras, miséria… Até mesmo a morte. Agora os ceifadores são os únicos que podem pôr fim a uma vida, impedindo que o crescimento populacional vá além do limite e a Terra deixe de comportar a população por toda a eternidade. Citra e Rowan são adolescentes escolhidos como aprendizes de ceifador — um papel que nenhum dos dois quer desempenhar. Para receberem o anel e o manto da Ceifa, os adolescentes precisam dominar a 'arte' da coleta, ou seja, precisam aprender a matar. Porém, se falharem em sua missão — ou se a cumplicidade no treinamento se tornar algo mais —, podem colocar a própria vida em risco.
Em um mundo onde não havia mais mortes, doenças ou velhice, a função dos ceifadores era coletar uma cota de pessoas assim evitando o crescimento populacional desenfreado. Os escolhidos eram avaliados por cada ceifador e cada um tinha uma forma e critério para coletar.

O mundo agora era administrado por inteligência artificial denominada de nimbo-cúmulo. Eu admiro muito a capacidade de um autor criar um mundo paralelo, igualmente como a Kiera Cass fez na série A Seleção
As atividades da Nimbo-Cúmulo não são da minha conta. O objetivo dela é sustentar a humanidade. O meu é moldar a humanidade. A Nimbo-Cúmulo é a raiz, e eu sou a tesoura de poda, moldando os galhos, mantendo a árvore viva.
Em duas coletas específicas, o Ceifador Faraday conheceu Citra e Rowan, que logo viraram aprendizes dele. O problema? Nenhum dos dois quer esse título e apenas um vai tornar ceifador

Logo, eles precisam esquecer temporariamente a vida antiga, passando a morar com o Ceifador Faraday e focando em aprender e dominar a arte da coleta

Parando para pensar direitinho, os ceifadores possuem mais regalias do que qualquer outra pessoa, além do mais, quem receber o anel e o manto da Ceifa garantirá imunidade e prestígio aos seus familiares enquanto o ceifador (a) escolhido viver.
Como é perturbador viver para sempre. Um ano parece durar apenas semanas. Décadas voam sem nenhum acontecimento que as marque. Ficamos acomodados na monotonia sem sentido da vida, até que, de repente, nos encaramos no espelho e vemos um rosto que mal reconhecemos implorando que nos restauremos e sejamos jovens novamente.
O livro é narrado em terceira pessoa e vemos tanto a visão de Citra quanto a de Rowan, mas também conhecemos outros personagens como a Ceifadora Curie e o Ceifador Goddard.

Quem vai conseguir fingir que nada aconteceu e voltar para casa depois de conviver com/como os ceifadores? Além disso, tem outro motivo para o "perdedor" não voltar para casa, mas vocês só descobrir lendo hehe 

Nesse meio todo, um sentimento entre os personagens vai surgindo apesar de ser proibido. 

O livro acaba de uma maneira satisfatória, na minha opinião. Não vejo a hora de ler uma continuação.
Vem também um marcador, o problema é a coragem de cortar do livro, não é mesmo?

Minha classificação: 5 de 5.

Confesso que demorei para começar a leitura, mas já no segundo capítulo não conseguia parar de ler ou esquecer dele. 

É daqueles livros que prende a atenção e finalizamos a leitura com gostinho de quero mais. 

Por mais que algumas partes fossem previsíveis, outras cenas são extremamente geniais e imprevisíveis que me deixou boquiaberta

É uma série de livros, mas por enquanto apenas o volume 1 foi publicado.

Sabe quando vocês gostam tanto de um livro que o melhor argumento que encontra para convencer alguém a ler é mandar ler? Então, apenas LEIAM!!! 

Os direitos da adaptação foram adquiridos pela Universal Studios. Já querendo, sim ou claro?

Espero que tenham gostado!

Quem já leu? Vocês precisam ler, sério!!!

Beijos, Lah!

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Resenha do filme Fica Comigo (You Get Me) - Original Netflix

Hey gente!

Entrou no catálogo da Netflix o filme Fica Comigo estrelado por Bella Thorne e Halston Sage, que fez recentemente o papel de Lindsay no filme Antes que eu vá. Eu acompanhei as gravações através dos igs dos personagens e aqui estou para contar minha opinião sobre ele. 
Após uma noite de sexo, Holly fica totalmente obcecada por Tyler e, na esperança de dar continuidade ao romance, começa a estudar na escola dele.
TÍTULO ORIGINAL: You Get Me
DIREÇÃO: Brent Bonacorso
GÊNERO: Drama, Suspense
ANO: 2017

Em uma festa qualquer, Tyler acaba encontrando o ex namorado de Alison, sua atual namorada. Devido a algumas coisas que o ex contou, eles acabam brigando e terminando o relacionamento
Eis que surge a Bella Thorne no papel de uma psicopata para completar a trama. Holly e Tyler se conhecem na festa e acabam se envolvendo muito mais do que Tyler imaginava. Quem imaginaria que aquela carinha de anjo poderia ser uma psicopata?
Caindo a ficha que Tyler queria continuar com Ali, ele resolve colocar um ponto final no rolo com Holly e ela não consegue aceitar, passando a perseguir o garoto estudando na mesma escola, fazendo amizade com seus amigos e se aproximando de sua namorada. 

Holly quer acabar com Ali e participar de tudo que envolva Tyler. 
Também temos o digníssimo Nash Grier brilhando no longa nos presenteando com essa beleza maravilhosa. Ele fez parte do MAGCON, que falei um pouco quando dei minha opinião sobre a série Chasing Cameron

Além desse colírio, também temos o Taylor John Smith com o papel do protagonista. 

De início, parecia até filme com temáticas adolescentes, com atores bonitinhos e bem mamão com açúcar, mas deu aquelas pitadas de suspense puxado para o terror que fez nossos corações quase saírem pela boca. 

Não é aquele filme que te faz mudar de vida, mas com certeza nos passa uma mensagem bem importante e clara dos perigos da vida, não é mesmo? 

Não achei um filme tão fraco. Possui poucos personagens e cenários, mas deu para fazer um filme ok, por mais que eu não tenha amado. 

Recomendo que vocês próprios tirem suas conclusões. Não achei que perdi tempo assistindo, mas vai de cada um, né?

Espero que tenham gostado!

Beijos, Lah!

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Mitos e verdades sobre a vida na faculdade

via @enfimresolvidoblog
Hey gente!

Minhas expectativas com a faculdade antes de eu entrar eram tão altas que resolvi separar quatro mitos e verdades sobre a vida na faculdade, com base na minha experiência de estudante, justamente para quem está pensando em começar já ir se familiarizando. 

REPROVAR É COMUM
Verdade. Não sei para vocês, mas para mim nunca foi normal reprovar no colegial (eu nunca reprovei e em torno de 5% da minha sala reprovava alguma matéria, no máximo). Adivinha quem pagou a língua quando disse que não ia reprovar na faculdade? Euzinha! 

Na faculdade mais de 60% da sala reprova alguma matéria. Tem as exceções, claro... Mas não faço parte dela haha Infelizmente.

Em relação a reprovação cada faculdade tem sua regra. Eu estudo em uma universidade federal que não tem muito problema com reprovação, mas já para quem estuda em universidades particulares é diferente, por exemplo. 

COLA? O QUE É ISSO?
Mitíssimo!!! Eu mesma falei que na faculdade era diferente do colégio por que é justamente o momento em que você vai aprender para colocar em prática.

Imagina um engenheiro que pegou uma obra, mas não sabe fazer um orçamento ou discutir medidas para prevenção de acidentes. NÃO DÁ!!!

Eu peguei uma turma de capetinhas com carinhas de anjos que eu nunca na vida ia desconfiar que eles colassem um dia, mas olha, que os esquemas são imensos, viu? 

Vai da sua consciência colar ou não. A minha tá limpíssima. O que vale é aprender, tá gente? Reprovação ou notas baixas não significam nada.

SEXO, DROGAS E ROCK'N ROLL
Sexo e rock'n roll não sei (na minha faculdade talvez um eletrônico, forró ou sertanejo), mas a parte da droga é verdadeira.

Não é só por que tem que você precisa provar, não é mesmo??? 

Sabemos que a faculdade é um universo novo e muita gente começa a experimentar coisas que nunca tinha feito antes, não só drogas, mas ir a festas, conhecer novas pessoas etc. 

Não se "percam" ou queiram apressar as coisas só por que estão na faculdade, tudo tem seu tempo. 

TODO FINAL DE SEMANA É UMA BALADINHA DIFERENTE
Verdade. Nunca vi um canto para ter/divulgar mais festas do que a faculdade. Na de vocês é assim também ou era por que eu nunca sabia dessas festas e comecei a saber quando entrei na faculdade?

É festa de início e encerramento de período, festa para comemorar o dia do trabalhador, festa para comemorar o feriado, festa neon etc.

Quem pensa que faculdade é só estudos se engana, ein. 

Eu sou a que prefere ficar em casa assistindo filmes, mas de vez em quando rola aquela saideira com os amigos, por que como diz safadão e Marília Mendonça ninguém é de ferro, né?

Vai chegar aquela semana que você vai ter várias provas em carreata e na última prova você só quer sentir a brisa da noite ou dormir as próximas 24 horas apenas. 

Espero que tenham gostado!

Quem aqui lembra de mais mitos e verdades? haha

Beijos, Lah!

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Resenha do livro Namorado de Aluguel - Kasie West

via @enfimresolvidoblog
Hey gente!

O livro Namorado de Aluguel estava a muito tempo na minha listinha, mas sempre dei prioridade a outras leituras. Resolvi não adiar mais e coloquei na lista de livros para ler em Junho, esquema que estou gostando de fazer por aqui. Separo alguns livros que tenho vontade de ler para resenhar no blog.
Quando Bradley, o namorado de Gia Montgomery, termina com ela no estacionamento do baile de formatura, ela precisa pensar rápido. Afinal, ela vem falando dele para suas amigas há meses. Esta era para ser a noite em que ela provaria que ele não é uma invenção de sua cabeça. Então, quando vê um garoto esperando pela irmã no estacionamento do baile, Gia o recruta para ajudá-la. A tarefa é simples: passar por namorado dela - apenas duas horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. Depois disso, ela pode tentar reconquistar o verdadeiro Bradley. O problema é que, alguns dias depois do baile, não é em Bradley que Gia está pensando, mas no substituto. Aquele cujo nome ela nem sabe. Mas localizá-lo não significa que o relacionamento de mentira deles acabou. Gia deve um favor a esse cara, e a irmã dele tem a solução perfeita: a festa de formatura da ex-namorada dele - apenas três horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. E, justamente quando Gia começa a se perguntar se pode transformar seu namorado falso em real, Bradley reaparece, expondo sua farsa e ameaçando destruir suas amizades e seu novo relacionamento.
Basicamente, a vida da Gia girava em torno do que os outros iam pensar e falar dela. Tudo se baseava nas redes sociais e quantas curtidas ou retuítes alguma postagem tivesse. Era uma vida superficial (até sua família) e nunca deixavam transparecer algum problema por que isso tiraria o status de vida perfeita.

Quando Jules duvidou que realmente ela estivesse namorando um Bradley, a Gia logo tratou de levá-lo ao baile de formatura. O problema foi que Bradley terminou o namoro no estacionamento pouco antes deles entrarem para a festa.
- você não pode simplesmente me xingar e ir embora, ou alguma coisa assim? Não preciso te achar fofo depois de tudo isso. 
Jules já estava de olho nisso e queria provar as amigas Claire e Laney que Gia esteve mentindo esse tempo todo. 

Por sorte (???), tinha um carinha no estacionamento esperando pela irmã e viu toda a cena. Gia que num é boba nem nada o chamou para fingir ser seu namorado e ele topou

O problema maior da história é que mentira tem perna curta, não é mesmo? E complica mais ainda quando o Bradley verdadeiro aparece expondo toda a verdade que Gia queria esquecer e esconder.

O Hayden também precisou dela para fingir ser sua namorada e eis que surge outro problema que foi o fato da Gia estar começando a se apaixonar por ele. Onde o fingimento acabava? Será que todas as demonstrações de afeto eram fingimento? Será que a armação foi desmascarada? O que as amigas pensaram? A Jules melhorou? Por que o Hayden topou ajudar a Gia?
Eu nunca tinha feito nada parecido por nenhum outro garoto. Isso só aumentava minha frustração com toda essa história. Eu só precisava falar com ele, descobrir quais tinham sido suas motivações na noite do baile e tirá-lo da cabeça, então estaria encerrado.
Todas as respostas podem ser encontradas nessa leitura bem agradável que recomendo a vocês hehe

Minha classificação: 5 de 5.

Não tem muito o que falar sobre. Foi um livro que devorei em poucas horas

Achei que o final ficou um pouco a desejar, como se faltassem algumas informações importantes.

Não gostei da Jules desde a primeira aparição. Passei a leitura esperando ela sair da vilã para ir ser mocinha.

É um romance gostosinho de se ler. O Hayden é muito fofo.

Acho que muitos adolescentes irão se identificar por que é nessa fase onde os pequenos acontecimentos tornam coisas absurdas. Um conselho: isso passa. Também passei por isso e hoje olhando para trás vejo o quanto dramática eu fui. 

Indico a leitura para quem gosta de romances fofinhos junto com aquele cenário adolescente que estamos acostumados de ver. 

Enfim, espero que tenham gostado.

Alguém por aqui já leu?

Beijos, Lah!

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Filmes assistidos em Junho #1

via pinterest
Hey gente!

Vamos aos indicados do mês, né? Assisti muito filme em Junho, por mais que eu pense que já assisti o catálogo todo da Netflix, quem nunca? hahaha Resolvi dividir em dois posts para não ficar cansativo.

1 NIGHT
TÍTULO ORIGINAL: One Night
DIREÇÃO: Minhal Baig
GÊNERO: Drama
ANO: 2017
Passado e presente colidem quando dois casais exploraram o amor ao longo de uma noite em um hotel.
O filme se passa em apenas uma noite quando o futuro e passado se encontram. Drew e Liz voltam ao passado na noite do PROM e repensam se vale a pena continuar o relacionamento depois das decepções pessoais.

É um pouquinho confuso, sabe? Bea e Andy são Liz e Drew? O filme retrata como se eles fossem um casal só devido as mesmas características, mas na sinopse aparenta como se fossem dois casais diferentes.

É um filme leve, que nos faz pensar, mas que não é de se esperar muita coisa. Eu confesso que me identifiquei com o filme por que já vivenciei o que os protagonistas estavam passando.

ANTES QUE EU VÁ
TÍTULO ORIGINAL: Before I Fall
DIREÇÃO: Ry Russo-Young
GÊNERO: Drama
ANO: 2017
Sexta-feira, 12 de fevereiro, é o último dia de vida de Samantha Kingston, uma garota que até então tinha tudo: o namorado mais cobiçado do colégio, três amigas fantásticas e uma vida privilegiada. Mas ela recebe uma segunda chance. Sete “segundas chances”, na verdade. E, ao reviver o mesmo dia vezes seguidas, Samantha descobre, enfim, o verdadeiro valor de tudo o que está prestes a perder. 
Comentei nas adaptações do cinema para 2017 que queria muito assistir a esse filme, justamente por ser baseado em um livro da Lauren Oliver (que eu também quero ler).

Samantha é uma garota com vida privilegiada, tem tudo o que muita gente deseja como amigas incríveis e o namorado gatxinho que todo mundo quer. No dia 12 de fevereiro ela morre, mas revive o mesmo dia sete vezes.

Mas afinal, qual seria o motivo dela ficar revivendo o dia da sua morte? Ela pode mudar os acontecimentos para não morrer?

Eu pensei que poderia ser algo do tipo A incrível história de Adaline, mas não foi. Esses dias são para ela perceber o verdadeiro valor de tudo o que irá perder.

Basicamente são as mesmas cenas, você já espera o que os personagens vão fazer. Depende da Sam, mudar o cenário ou não.

Não tem muito o que falar sobre ele. É tenso, me arrepiou várias vezes.

Achei um filme incrível.

VIZINHOS 2
TÍTULO ORIGINAL: Neighbors 2: Sorority Rising
DIREÇÃO: Nicholas Stoller
GÊNERO: Comédia
ANO: 2016
Com um novo bebê a caminho, Mac (Seth Rogen) e Kelly Radner (Rose Byrne) decidem vender a casa e mudar-se para o subúrbio. Entretanto, uma nova fraternidade, mais estrondosa que seus antigos vizinhos, assumem a casa ao lado. Liderada por Shelby (Chloë Grace Moretz), as meninas do Kappa Nu pretendem mostrar que sabem fazer uma festa bem melhor que os meninos. A fim de que a paz na vizinhança seja restaurada e a venda de sua casa concretizada, Mac e Kelly convocam sua arma secreta: Teddy (Zac Efron).
Eu contei a vocês que não gostei muito do primeiro filme, talvez por que esperei demais na época. Prometi que assistiria novamente e até que dei umas risadas, talvez se eu fosse avaliar de novo nem estivesse na lista de "não gostei".

Eu queria muito assistir o segundo para ver o desenrolar da história, quais semelhanças e diferenças entre os filmes.

E o jogo vira, não é mesmo? Pois é, vizinhos 2 está na lista de filmes que gostei.

Basicamente, Mac e Kelly conseguiram vender a casa em que eles moravam, mas precisam de 30 dias para os novos moradores conhecerem melhor o ambiente, incluindo os vizinhos. Se tiver tudo ok a casa é vendida, caso contrário, a venda é cancelada.

O problema é que uma irmandade liderada pela Shelby acaba de mudar para a antiga casa da fraternidade de Teddy e as meninas do Kappa Nu fazem mais barulho que os antigos moradores.

De início, Teddy até que ajuda as garotas, mas quando é expulso da irmandade, começa a ajudar o casal a se livrarem delas.

A guerra está montada e salvem-se quem puder.

Ri mais do que o primeiro, com certeza. É um filme mais leve que o primeiro devido ser liderado pelas meninas.

Contei também que queria assistir devido as participações da Chloe Grace Moretz que interpreta a Shelby (lider da Kappa Nu) e Selena Gomes. Selena só aparece em duas cenas e adorei a interpretação da Chloe.

Espero que tenham gostado!

Já assistiram algum da lista?

Beijos, Lah!

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Resenha do livro A Conquista #4 - Elle Kennedy

via @enfimresolvidoblog
Hey gente!

O quarto e último livro da série amores improváveis é narrado por Tucker, que apesar de ser mais reservado, nós trás grandes surpresas. 

Título Original: The Goal (Off-campus, #4)
Autora: Elle Kennedy
Editora: Editora Paralela
Número de Páginas: 336
Ano: 2017
De todos os jogadores do time de Hóquei da universidade de Briar, John Tucker se destaca por ser o mais sensato, gentil e amável. Diferente de seus amigos mulherengos, ele sonha mesmo é com uma vida tranquila: esposa, filhos e, quem sabe um dia, abrir um negócio próprio. Mas nem mesmo o cara mais calmo do mundo estaria preparado para o turbilhão de emoções que ele está prestes a enfrentar. Sabrina James é a pessoa mais ambiciosa, dedicada e batalhadora do campus. Seu jeito sério e objetivo é interpretado por muitos como frieza, mas ela não está nem aí para sua fama de antipática. Tudo o que ela quer é passar em Harvard, tirar ótimas notas e conquistar a tão sonhada carreira como advogada. Só assim ela conseguirá escapar de seu passado difícil e de sua família terrível. Um acontecimento inesperado vai desses jovens de cabeça para baixo. Tucker e Sabrina vão precisar se unir e rever seus planos para o futuro. Juntos, eles aprenderão que a vida é cheia de surpresas, e que o amor é a maior conquista de todas.
Diferente dos outros três livros que eram cenas sequenciais, o último livro começou de partes que já tínhamos visto no terceiro livro, só que agora com a narração de Tucker.

E taí um amor improvável que eu não pensei que leria sobre. Sabrina é mencionada nos outros livros e pela forma que era descrita eu nunca imaginei que ela e Tucker formariam um casal legal de se acompanhar

Basicamente, Tucker e Sabrina se conheceram em uma noite no Malones e acabaram se envolvendo, até demais
Não sei o que Tucker e eu somos um para o outro. Só sei que sinto falta quando ele não está por perto. Que toda vez que aparece uma mensagem dele no meu celular, meu coração flutua feito um balão de gás. Que quando ele me olha com aqueles olhos castanhos de pálpebras pesadas, esqueço meu próprio nome.
Podemos conhecer melhor a Sabrina e percebemos que ela e Tucker tem muito mais em comum do que podíamos imaginar.

Gostei de como a autora trabalhou ela durante a leitura dos demais livros e finalmente na conclusão da série descobrimos as verdadeiras histórias por trás dos personagens

O que falar do Tucker? Apenas quero! 
Droga. Gosto dessa garota de verdade. Ela é… incrível. Não é o monstro que Dean insiste que é, longe disso. É inteligente, engraçada, afetuosa e… E acho que posso estar me apaixonando por ela.
Não tem muito o que dizer sobre o livro, por que eu daria um spoiler master e não quero isso. Apenas os personagens me surpreenderam positivamente e foi muito bom ver a evolução e amadurecimento dos dois. Aliás, de todos os personagens.

Minha classificação: 4 de 5.

Apesar de ser eu querer desesperadamente um Tucker na minha vida REAL, achei que ao nível de romance, a autora poderia ter descomplicado mais, que nem vemos com o romance de Hannah e Garrett. Claro que são cenários totalmente diferentes, mas poderia ter sido uma leitura com mais corações saltando pela boca hehe

O cenário do livro é diferente dos demais e devido aos muitos detalhes a leitura ficou um pouco mais lenta.

Outra coisa que gostei muito foi o fato de sabermos como estão os personagens principais dos livros anteriores.

A Elle Kennedy revelou que um Spin-off da série estar por vir. Querendo sim ou claro? Será de outros personagens que apareceram na série, mas vamos ter noção por onde andam nossos queridinhos!

Não foi o livro que mais gostei da série, mas sem dúvidas Tucker está empatado com Garret como personagem que quero que vire realidade. É pedir muito, produção?

Foi a capa mais linda da série, na minha opinião. A Companhia das Letras e a Editora Paralela estão de parabéns pelo conjunto da obra, ficou tudo impecavelmente lindo.

Só queria deixar registrado também meu amor incondicional pela tradutora Juliana Romeiro que conseguiu traduzir essas lindezas e ainda deixar a essência da autora. Você fez a diferença, Ju! Obrigada.

Espero que tenham gostado!

Recomendo muito essa série, quem gosta de um romance gostosinho para se apaixonar está perdendo tempo por não conhecer esses personagens.

Foi minha melhor descoberta nesse primeiro semestre. Caso não tenham visto, resenhei os outros três livros da série.

Finalizei a série amores improváveis amando cada parte que li. Já se sentiram assim? hehe

Beijos, Lah!

segunda-feira, 12 de junho de 2017

O que achei da Trilogia Jogos Vorazes (Filmes)

Hey gente!

Talvez não há na terra uma pessoa que não conheça ou não tenha ouvido falar sobre a trilogia literária Jogos Vorazes, não é mesmo?

Ela foi adaptada para o cinema, mas eu nunca tive a curiosidade de assistir, até esse mês quando eu finalmente me rendi.

Se você gosta de filmes com cenários de guerra, um futuro distante e muito efeito especial, chega mais que esse post é para você.

JOGOS VORAZES 
Num futuro distante, boa parte da população é controlada por um regime totalitário, que relembra esse domínio realizando um evento anual - e mortal - entre os 12 distritos sob sua tutela. Para salvar sua irmã caçula, a jovem Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) se oferece como voluntária para representar seu distrito na competição e acaba contando com a companhia de Peeta Melark (Josh Hutcherson), desafiando não só o sistema dominante, mas também a força dos outros oponentes.
Todo ano, uma dupla de crianças/adolescentes precisam representar seu distrito em um evento bárbaro conhecido por Jogos Vorazes (The Hunger Games) onde apenas uma pessoa vence enquanto os demais morrem. 

Quando sua irmã foi sorteada, Katniss Everdeen se voluntariou para ir no seu lugar e passou a ser a representante feminina do distrito 12, junto com Peeta Melark que foi o escolhido masculino.

A partir de agora, ambos vão em busca da sobrevivência. O problema? Apenas um pode vencer. 

É uma mistura de Big Brother e Nerve, onde os jogadores são observados a todo momento e precisam realizar provas e desafios para sobreviver. 

Rolou também um romance entre os personagens, mas o filme é focado no jogo. 

JOGOS VORAZES: EM CHAMAS
Este é o segundo volume da trilogia Jogos Vorazes, baseada nos romances de Suzanne Collins. A saga relata a aventura de Katniss (Jennifer Lawrence), jovem escolhida para participar aos "jogos vorazes", espécie de reality show em que um adolescente de cada distrito de Panem, considerado como "tributo", deve lutar com os demais até que apenas um saia vivo. Neste segundo episódio da série, após a afronta de Katniss à organização dos jogos, ela deverá enfrentar a forte represália do governo local, lutando não apenas por sua vida, mas por toda a população de Panem.
Eram prometidos aos vencedores dos Jogos Vorazes paz e riqueza, uma vida bem diferente da que eles estavam acostumados, mas em um pronunciamento do presidente Snow esse detalhe começou a ser questionado. 

Todos os tributos deveriam lutar e apenas um deles deve sair vivo. Ou seja, uma nova rodada de Jogos Vorazes, denominada agora de Massacre Quaternário. 

A diferença é que na edição em que Katniss participou ela afrontou a organização do evento e começou a sofrer forte represália, tendo agora que tentar se salvar e a população de Panem.

Continua tendo muita luta, muita morte, muitos efeitos e muito coração saindo pela boca.

JOGOS VORAZES: A ESPERANÇA, PARTE 1
Após ser resgatada do Massacre Quaternário pela resistência ao governo tirânico do presidente Snow (Donald Sutherland), Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) está abalada. Temerosa e sem confiança, ela agora vive no Distrito 13 ao lado da mãe (Paula Malcomson) e da irmã, Prim (Willow Shields). A presidente Alma Coin (Julianne Moore) e Plutarch Heavensbee (Philip Seymour Hoffman) querem que Katniss assuma o papel do tordo, o símbolo que a resistência precisa para mobilizar a população. Após uma certa relutância, Katniss aceita a proposta desde que a resistência se comprometa a resgatar Peeta Mellark (Josh Hutcherson) e os demais Vitoriosos, mantidos prisioneiros pela Capital.
São quatro filmes, né gente? A Katniss tinha que sair viva tanto dos Jogos Vorazes quanto do Massacre Quaternário.

Na primeira parte de Jogos Vorazes: A Esperança Katniss aceita representar o  papel do tordo para juntar forças e derrubar o governo de Snow. 

Ou seja, Katniss é a esperança que a população precisava e o símbolo do tordo veio por causa dela e é explicado nos filmes anteriores. 

A única exigência da garota é resgatar Peeta e os vitoriosos das demais edições. E é aqui que você se pergunta, mas como Peeta está vivo se nos Jogos Vorazes apenas um sobrevive?

Pois é, mundo!!! Peeta está vivo por que eles afrontaram a organização, fazendo com que as regras fossem mudadas e agora estão tendo que pagar por isso. 

Tem um probleminha também, Peeta está na Capital sendo manipulado a acreditar que Katniss que é a responsável por todos esses massacres

JOGOS VORAZES: A ESPERANÇA, O FINAL
Ainda se recuperando do choque de ver Peeta (Josh Hutcherson) contra si, Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) é enviada ao Distrito 2 pela presidente Coin (Julianne Moore). Lá ela ajuda a convencer os moradores locais a se rebelarem contra a Capital. Com todos os distritos unidos, tem início o ataque decisivo contra o presidente Snow (Donald Sutherland). Só que Katniss tem seus próprios planos para o combate e, para levá-los adiante, precisa da ajuda de Gale (Liam Hemsworth), Finnick (Sam Claflin), Cressida (Natalie Dormer), Pollux (Elder Henson) e do próprio Peeta, enviado para compôr sua equipe.
Esse é daqueles filmes que você só pode assistir se for um atrás do outro, a não ser que você não sofra para saber o que foi que aconteceu para ter que ver o Peeta daquele jeito com a Katniss. Isso mesmo, minha gente. O filme anterior acabou em cenas para matar a gente do coração.

Mesmo tendo um Peeta querendo matar a Katniss, a garota não deixou de ter esperança nele, afinal, ele estava sendo usado.

Katniss consegue convencer e reunir todos os distritos para lutarem contra o presidente Snow, mas como sempre, tem seu próprio plano e ela precisa matar a pessoa responsável por todas essas mortes. 

Sua equipe conta com alguns Vitoriosos sobreviventes do massacre e com o próprio Peeta. Aqui também é a hora de você se perguntar como há sobreviventes se novamente Katniss sobreviveu ao Massacre Quaternário e apenas um poderia vencer

É aqui que te recomendo essa trilogia e digo que tem muitas surpresas para gente descobrir. Você começa assistindo pensando algo e no final você descobre que não sabe é de nada

E olha que eu nem gosto muito de filmes assim, mas estou recomendando ein... 

Espero que tenham gostado!

Me diz, vocês já assistiram?

Beijos, Lah!

sábado, 10 de junho de 2017

Resenha do livro O Jogo #3 - Elle Kennedy

via @enfimresolvidoblog
Hey gente!

Aqui estou para contar o que achei do terceiro livro da série mais amorzinho que me apeguei recentemente: amores improváveis da Elle Kennedy.

Título Original: The Score (Off-Campus, #3)
Autora: Elle Kennedy
Editora: Editora Paralela
Número de Páginas: 344
Ano: 2017
Talentoso, inteligente e festeiro, Dean Di Laurentis sempre consegue o que quer. Sexo, notas altas, sexo, reconhecimento, sexo… É sem dúvida um galanteador de primeira, e ainda está para encontrar uma mulher imune ao seu charme descontraído e seu jeito alegre de encarar a vida. Isto é, até ele se envolver com Allie Hayes. Em uma única noite, essa jovem atriz cheia de personalidade virou o mundo de Dean de cabeça para baixo. E agora ela quer que eles sejam apenas amigos? Dean adora um desafio, e não vai medir esforços para convencer essa mulher tão linda quanto teimosa de que uma vez não é suficiente. Mas o que começa como um simples jogo de sedução logo se torna a experiência mais incrível e surpreendente de sua vida. Afinal, quem disse que sexo, amizade e amor não podem andar de mãos dadas?
Sem dúvidas, depois que eu conheci os personagens e o esquema da série (cada um dos quatro amigos narrando), Dean foi quem eu mais estava curiosa para conhecer profundamente. Não podia existir alguém que fosse amarrar esse rapaz. Então descobrir que a melhor amiga da namorada de seu amigo conseguiu isso, me deixou ansiosa para começar a leitura. 

Tudo começa quando a melhor amiga de Hannah (namorada de Garrett) acaba tendo que passar um final de semana na casa deles, ou pelo menos tenta, né? Allie acabou seu relacionamento de três anos com Sean e precisava sair de casa por uns dias para não querer voltar atrás na sua decisão

Confesso que me identifiquei muito com ela por que passei um momento semelhante ao terminar um relacionamento e pelos mesmos motivos dela. Só me resta encontrar um cara como o Dean e ter uma vida tão animada quanto a deles haha
[Allie] Ainda assim, estou sofrendo. É difícil deixar para trás alguém que foi tão importante na sua vida por tanto tempo. É ainda mais difícil quando essa pessoa se recusa a deixar você.
Por mais que Dean não demonstre, ele é um cara muito inteligente e está estudando ciência política para se preparar para a faculdade de direito em Harvard. Ele é o mais rico do grupo, com família influente e tudo, mas não o agrada nem um pouco que esse seja um dos motivos para abrir algumas portas na sua vida. 

Por mais que desse para pensar que com essa importância toda ele fosse o mais babaca, me surpreendi ao encontrar um Dean totalmente diferente e explicando todos os motivos para ele fazer determinada coisa como nunca levar ninguém ao quarto, não transar com calouras ou não querer relacionamento sério. 

Eu já gostava muito da Allie pela narração de Hannah, mas passei a gostar mais ainda depois da leitura.
[Dean] Poucas coisas neste mundo me fazem me borrar de medo, mas a namorada de Garrett definitivamente está entre os três primeiros itens da lista. Wellsy não vai ficar feliz se descobrir que dormi com sua melhor amiga, e se Wellsy não está feliz, Garrett não está feliz, o que significa que vou ter que lidar com um G. reclamão e completamente decepcionado comigo. Logan vai imitar o amigo, e aí Grace vai engrossar o movimento “Dean é um babaca”, e, quando menos se espera, vou estar levando porrada de todos os lados. O que é motivo suficiente para ficar na minha, mas meu corpo sedento está teimando em dar uma de idiota.
Teve uma parte do livro que me deixou triste e foi um dos temas importantes a serem debatidos, igualmente como teve alcoolismo e abusos nos livros anteriores. 

É o livro que tem mais sexo, claro! Estamos falando de Dean Di Laurentis, aquele rapaz que sempre estava se pegando com alguém nos dois primeiros livros. 

Minha classificação: 5 de 5.

É um livro engraçado, os personagens são cativantes (todos dos outros livros, aliás), você acaba de ler com um sorrisinho bobo no rosto, querendo um Dean ou uma Allie, querendo ter uma amizade como a deles etc. 

Não deixamos de encontrar os personagens dos primeiros livros com Garret, Hannah, Logan, Grace e Tucker que são os principais. Eu amo isso!

Por mais que eu tenha gostado dos protagonistas, não troco Hannah e Garrett por eles, sou #TeamHannahEGarrett. Talvez se o primeiro livro tivesse sido narrado por Dean e Allie, quem sabe, não é mesmo? haha Isso não significa que eles não são um casal apaixonante. 

É o casal mais intenso até agora, por que os dois gostam muito de sexo e estão aptos a qualquer aventura, então aguardem muitas partes detalhadas.

Foi um livro com leitura leve e engraçada, que a pessoa nem sente que já se passaram várias páginas. Assim como os dois primeiros livros. A escrita da autora é incrivelmente maravilhosa, sério. 

O livro terminou com uma notícia que vai dar o que falar no próximo livro, que é narrado por Tucker e seu respectivo amor improvável. 

Espero que tenham gostado!

Chega bate uma tristeza quando lembro que A Conquista é o último livro da série, que aliás, foi lançado recentemente pela editora Paralela.

Não esqueçam de conferir a resenha do livro o Acordo, narrado pelo Garret e O Erro, narrado pelo Logan. 

Já leram algum livro dessa série? Me contem a opinião de vocês!

Beijos, Lah!

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Filmes assistidos em Maio

via pinterest
Hey gente!

Maio não foi um mês de muitos filmes assistidos, mas separei três que valem a pena vocês darem uma conferida.

Todos estão no catálogo da Netflix.

THE TO DO LIST - O DIÁRIO DE UMA VIRGEM
TÍTULO ORIGINAL: The To Do List
DIREÇÃO: Maggie Carey
GÊNERO: Comédia
ANO: 2014
Às vésperas de entrar na faculdade, Brandy Clark (Aubrey Plaza) tem uma preocupação: sua pequena experiência sexual. Ela começa a escrever uma lista, com todas as aventuras que pretende viver antes de começar os estudos superiores.
Brandy estava prestes a entrar na faculdade, mas não tinha vivido muita coisa. Ela sempre foi concentrada nos estudos e "certinha", diferente de sua irmã.

Ela resolve que quer começar a faculdade sendo uma pessoa experiente e faz uma lista de experiências sexuais que quer viver antes de começar o ensino superior e antes de conseguir finalmente ficar com o carinha que ela estava de olho.

É um filme engraçado, que você sente vergonha alheia por não acreditar que a personagem vai fazer certas coisas.

ATÉ O ÚLTIMO HOMEM
TÍTULO ORIGINAL: Hacksaw Ridge
DIREÇÃO: Mel Gibson
GÊNERO: Drama
ANO: 2017
Durante a Segunda Guerra Mundial, o médico do exército Desmond T. Doss (Abdrew Garfield) se recusa a pegar em uma arma e matar pessoas, porém, durante a Batalha de Okinawa ele trabalha na ala médica e salva mais de 75 homens, sendo condecorado. O que faz de Doss o primeiro Opositor Consciente da história norte-americana a receber a Medalha de Honra do Congresso.
O filme conta a história do militar americano Desmond Doss que foi para a guerra, mas se negava a portar arma e tirar a vida de alguém devido a motivos religiosos e pessoais. Mesmo sem armamento, ele conseguiu salvar mais de 75 homens sem um único tiro.

O filme é baseado em fatos reais e foi um dos filmes de guerra mais incríveis que assisti, justamente por isso. É de arrepiar.

O cenário é de guerra, então é um filme muito violento e não recomendado para menores de 18 anos (pelo menos na classificação da Netflix).


NERVE 
TÍTULO ORIGINAL: Nerve
DIREÇÃO: Ariel Schulman, Henry Joost
GÊNERO: Suspense
ANO: 2016
A estudante Vee, pressionada pelos amigos, decide participar do jogo online Nerve, que faz desafios reais aos seus jogadores. Porém, o jogo toma um rumo assustador e, ao chegar no estágio final, Vee precisa tomar decisões que irão determinar o seu futuro.
Nerve é um jogo online que te desafia a fazer algumas tarefas em troca de dinheiro, basicamente. É divido entre observadores e jogadores, onde o os observadores lançam as tarefas para os jogadores realizarem.

Nem precisa dizer a gravidade de um negócio desses, né?

Na primeira tarefa da Vee ela conhece Ian e acabam formando um casal que agrada os observadores, esses que mandam mais ainda as tarefas.

Eis que as tarefas chegam ao limite do impossível e aí que nosso coração para. E agora, Vee? Só tem duas escolhas nesse jogo, ou você perde, ou você ganha.

Sabe aquele filme que te deixa com o coração na mão? Então...

Recentemente teve um caso parecido e que foi bastante comentando no mundo, lembram? Apenas, nunca façam nada parecido.

Precisamos lembrar do perigo que esses desafios apresentam.

Fui descobrir recentemente pelo crushforbooks que o filme é inspirado em um livro, já quero!!!

Espero que tenham gostado!

Me indiquem os filmes que vocês assistiram recentemente. \o/

Beijos, Lah.

terça-feira, 6 de junho de 2017

Resenha do livro O Erro #2 - Elle Kennedy

via @enfimresolvidoblog
Hey gente!

Recentemente resenhei o livro O Acordo, o primeiro livro da série Amores Improváveis da autora Elle Kennedy. O livro falava sobre o romance entre Garrett e Hannah, mas conhecemos outros personagens como Logan, que é o protagonista do livro O Erro.

Título Original: The Mistake (Off-campus, #2)
Autora: Elle Kennedy
Editora: Editora Paralela
Número de Páginas: 280
Ano: 2016
Logan parece viver uma vida de sonhos. Com um talento incrível para jogar hóquei e um charme inato para conquistar mulheres, ele é uma das maiores estrelas da universidade de Briar. Mas por trás do característico sorriso maroto, ele esconde duas grandes angústias – a primeira, estar apaixonado pela namorada de seu melhor amigo. A segunda, saber que sua vida, após a formatura, se tornará um beco sem saída. Um dia, por acaso, ele conhece Grace, uma garota tão encantadora quanto intrigante. Tudo nela parece ser original e deliciosamente contraditório – tímida, mas ao mesmo tempo vibrante. Doce, mas ao mesmo tempo forte e confiante. A cada encontro, Logan se vê mais e mais envolvido. Mas um grande erro colocará o relacionamento desses dois jovens em risco. Agora, Logan terá que se esforçar para reconquistar Grace – nem que para isso ele precise amadurecer e encarar de frente as suas questões mais profundas e doloridas.
O livro começa com a narração de Logan sobre os sentimentos por Hannah, namorada do seu melhor amigo Garrett. 
Estar perto dela é um soco no estômago. A ideia de estar perto dela é um soco no estômago. A ideia de ficar na sala com Hannah e Garrett, comendo pizza e assistindo a um filme, os dois abraçadinhos e apaixonados… é cem vezes pior do que um soco no estômago. É um time inteiro de hóquei me espremendo contra o vidro do rinque.
A sensação que eu tive era que Logan no primeiro livro não gostasse tanto assim da Hannah. Mas quando começamos a ler, percebemos que ele gostava muito mais dela do que transparecia. Eu pensava que era só pela ideia de querer ficar com alguém, já que ele era "mulherengo". 

Conhecemos um Logan que fica com outras mulheres desenfreado para esquecer Hannah e um certo dia para querer fugir do casal, ele acaba batendo na porta errada de uma república e conhece Grace
Ainda não consegui decifrar essa garota. É doce, mas não parece ingênua. Transmite inocência, mas também é supersegura de si. Não me enche de perguntas nem dá em cima de mim. Que merda, nem sequer levantou o assunto do hóquei, o que, em geral, é a primeira coisa que as meninas fazem comigo.
Apesar de não querer se envolver, eles acabaram ficando algumas vezes, mas Logan acaba fazendo umas burradas que acaba afastando Grace. Na verdade, não achei que foi motivo para essa guerra toda entre eles, mas fazer o que, né?

Passa alguns meses e ele tenta de tudo para conseguir se desculpar e essa demora estava me matando, confesso.

Tem muito mais drama que o primeiro e a autora quis deixar isso claro. O que tinha de fofinho o primeiro livro, tem de "drama" do segundo. Não que eu não tenha gostado do livro. 
Todo esse tempo fiquei me sentindo culpado por desejar a namorada do meu melhor amigo, mas acho que o que eu queria mesmo era o relacionamento do meu melhor amigo. Alguém com quem passar o tempo. Alguém que me desafie e me faça rir. Alguém que me faça… feliz.
Também conhecemos mais a vida de Logan e os motivos que fazem ele viver a vida como se hoje fosse o único dia que lhe restasse. 

Os outros personagens da república (Garrett, Dan, Tucker) aparecem tanto quanto no primeiro livro e como Logan e Garrett são melhores amigos, G é o que mais aparece. 

Adorei conhecer melhor o Logan. Eu já gostava muito dele na narração de Garrett e Hannah.

Hannah continua tão incrível como no primeiro livro e a cada vez mais ela e Garrett tornam um casal apaixonante, que a gente tem vontade de ter um amor assim. 

Grace pareceu ser uma menina maravilhosa, mas as vezes cabeça dura e não me conquistou tanto como Hannah

Uma das personagens que não me desceu desde a primeira vez que apareceu foi a melhor amiga da protagonista: Ramona. Eu me senti sufocada com as coisas da Ramona e parecia que a Grace levava isso na boa. 
Ramona cortou minhas asas o ano todo. A velha Grace era um passarinho preso que só experimentava a vida quando a amiga a deixava sair da gaiola. Bem, a nova Grace vai voar por tudo o que é canto.
Assuntos importantes vieram à tona como alcoolismo, que nem no primeiro livro onde falamos de abusos. 

Minha classificação: 4 de 5.

É um livro bom de ler, como eu já gostava de Logan antes, foi fácil me apegar ao personagem. Terminei em dois dias (praticamente), comecei a leitura de madrugada e finalizei assim que acordei, por que, sério, não queria parar de ler enquanto não finalizasse. 

É uma leitura bem rápida e a pessoa nem sente o quanto já avançou as páginas.

Apesar do casal protagonista serem uns fofos e engraçados, eu amei demais o Garret e Hannah. Achei que a Grace é um pouquinho durona e chata em alguns momentos, então o casal não me conquistou quanto eu esperava

Espero que tenham gostado!

Já leram algum livro da série Amores Improváveis?

Beijos, Lah!

domingo, 4 de junho de 2017

Livros para ler em Junho

via pinterest
Hey gente!

Na indicação de livros para ler em Maio, consegui fazer uma listinha de prioridades e colocar alguns livros que eu queria resenhar para vocês, sem falta.

Como deu muito certo e li mais do que a lista, já que dois dos livros citados fazem parte de uma série de livros (Princesa de Papel - Série The Royals e O acordo - Séries amores improváveis), resolvi fazer a minha listinha de livros para ler em Junho. 

NAMORADO DE ALUGUEL - KASIE WEST - Grupo Editorial Record (Selo Verus)
Quando Bradley, o namorado de Gia Montgomery, termina com ela no estacionamento do baile de formatura, ela precisa pensar rápido. Afinal, ela vem falando dele para suas amigas há meses. Esta era para ser a noite em que ela provaria que ele não é uma invenção de sua cabeça. Então, quando vê um garoto esperando pela irmã no estacionamento do baile, Gia o recruta para ajudá-la. A tarefa é simples: passar por namorado dela - apenas duas horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. Depois disso, ela pode tentar reconquistar o verdadeiro Bradley. O problema é que, alguns dias depois do baile, não é em Bradley que Gia está pensando, mas no substituto. Aquele cujo nome ela nem sabe. Mas localizá-lo não significa que o relacionamento de mentira deles acabou. Gia deve um favor a esse cara, e a irmã dele tem a solução perfeita: a festa de formatura da ex-namorada dele - apenas três horas, nenhum compromisso, algumas mentirinhas. E, justamente quando Gia começa a se perguntar se pode transformar seu namorado falso em real, Bradley reaparece, expondo sua farsa e ameaçando destruir suas amizades e seu novo relacionamento.


O CEIFADOR - NEAL SHUSTERMAN - Grupo Companhia das Letras (Editora Seguinte)
A humanidade venceu todas as barreiras: fome, doenças, guerras, miséria… Até mesmo a morte. Agora os ceifadores são os únicos que podem pôr fim a uma vida, impedindo que o crescimento populacional vá além do limite e a Terra deixe de comportar a população por toda a eternidade. Citra e Rowan são adolescentes escolhidos como aprendizes de ceifador - um papel que nenhum dos dois quer desempenhar. Para receberem o anel e o manto da Ceifa, os adolescentes precisam dominar a "arte" da coleta, ou seja, precisam aprender a matar. Porém, se falharem em sua missão - ou se a cumplicidade no treinamento se tornar algo mais -, podem colocar a própria vida em risco.

JUST SAY WHEN - KAYLEE RYAN (Ainda não publicado no BR)
Me preservar até o casamento, não é muito difícil. Me preservar para alguém que fará meu coração acelerar para sempre. Na teoria é um bom plano, entretanto, até os melhores projetos falham. Estar perto dele deixa em alerta todos meus sentidos, e sonho ser dele, me agarrar aos seus braços e não o deixar ir embora, nunca. O único problema é que ele me vê como uma irmã. Meu nome é Ava Evans e estou apaixonada pelo melhor amigo do meu irmão, Nate Garrison.

Me concentrar no trabalho durante os dois últimos anos, evitando qualquer pensamento sobre ela, funcionou até agora. Ela está por toda parte, nos meus sonhos, na academia e no meu coração. Não sei dizer exatamente quando me apaixonei por Ava Evans, mas estou completamente apaixonado pela irmã do meu melhor amigo. No início, ela era muito jovem para mim e isso facilitou a missão de afastá-la. Agora, é muito difícil manter distância. Como vou resistir a ela, se não posso evitá-la? Se ela descobrisse, isso poderia arruinar nossa amizade. Mesmo assim, tudo o que ela teria que fazer é... Só dizer quando.

HITCHED #1 - KENDALL RYAN (Ainda não publicado no BR)
Casar com a garota por quem fui apaixonado por toda a minha vida? OK. Herdar uma empresa de cem bilhões de dólares? OK. Gerar um herdeiro... Espere, o quê???

Tenho noventa dias para engravidar a minha esposa de mentira. Existe apenas um problema - ela me odeia. E nas letras miúdas do contrato? A exigência de gerarmos um herdeiro. Ela não suporta ficar no mesmo quarto que eu. Diz que nunca estará em minha cama. Mas nunca recuo de um desafio e não desistirei agora. Marque minhas palavras - a farei implorar por mim e não demorará noventa dias.

Uma comédia romântica que entrega coração e calor. Um playboy de New York virou magnata de negócios com noventa dias para conquistar a mulher que ele sempre desejou para salvar a companhia de seu pai. Um pequeno problema: ela o odeia.

Espero que tenham gostado!

Estou muito ansiosa para ler... 

Me contem se vocês já conheciam ou leram algum dos indicados!

Beijos, Lah!
 
© COPYRIGHT 2014-2017. ENFIM RESOLVIDO. ALL RIGHTS RESERVED. DESIGN BY GABRIELA FREITAS