enfim resolvido
  • BLOG

    BAIXE O PLANNER FINANCEIRO

  • Lions

    RESENHA DO LIVRO AZAR O SEU

  • Snowalker

    A MENINA DOS OLHOS MOLHADOS

  • Howling

    RESENHA LIVRO DE REPENTE

  • Sunbathing

    RESENHA PS AINDA AMO VOCÊ

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Resenha do livro A Seleção - Kiera Cass

Hey gente!

Eu sou muito apaixonada por histórias de realeza e desde que a série "A seleção" começou a ganhar admiradores senti vontade de conhecer mais de perto a história. Li o livro na metade do ano passado, porém fui deixando de lado, até que finalmente hoje, vim contar o que achei sobre. 

Título Original: The selection
Autora: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Número de Páginas: 368
Ano: 2014
Nem todas as garotas querem ser princesas. America Singer, por exemplo, tem uma vida perfeitamente razoável, e se pudesse mudar alguma coisa nela desejaria apenas ter um pouquinho mais de dinheiro e poder revelar seu namoro secreto. Um dia, America topa se inscrever na Seleção só para agradar a mãe, certa de que não será sorteada para participar da competição em que o príncipe escolherá sua futura esposa. Mas é claro que seu nome aparece na lista das Selecionadas, e depois disso sua vida nunca mais será a mesma.
Basicamente, os livros giram em torno de uma seleção de garotas para se casarem com o príncipe Maxon Schreave e se tornar a próxima princesa/rainha de Illéa. Foram selecionadas de início 35 garotas de diferentes castas (Bem como as castas da Índia) dentre inúmeras do país, com idades entre dezesseis e vinte anos.

As castas vão de Um (a casta mais importante) a Oito (a casta mais pobre).
Nossa casta era a terceira antes do fundo do poço. Éramos artistas. E os artistas e músicos clássicos estavam só três degraus acima da sujeira. Literalmente. Nosso dinheiro era curto, vivíamos na corda bamba e nossa renda dependia muito da mudança de estações.
Algumas garotas enxergavam na seleção uma maneira de melhorar de vida, já que havia alguns privilégios para todas desde que souberam que estavam na primeira etapa.

Uma das coisas que achei interessante é que se passa depois da quarta guerra mundial. WTF??? Os Estados Unidos passou a ser Estado Americano da China e outros pequenos detalhes do que seria esse novo mundo. É muito legal ver as ideias da autora referente a isso.

Nesse primeiro livro conhecemos a protagonista e narradora do livro: America Singer, uma Cinco. Além disso, conhecemos sua família, sua vida e seu romance com Aspen Leger, um Seis. Ela não queria entrar na seleção, porém além de sua família, Aspen pediu-a para se cadastrar e pelo menos tentar ter uma vida melhor do que a realidade que eles viviam.

Após isso, Aspen e America discutiram e terminaram o romance. Ela entrou no palácio com a certeza que o esqueceria, mas não imaginava que Aspen estaria no palácio como guarda.

Antes da Seleção, America levava uma vida normal, com sonho de se casar com seu amor, conseguir sustentar a família e ser feliz com tudo o que já tinha.

MASSSSS, a calmaria da vida da Mer acabou a partir do momento que entrou no palácio e viu que a realidade era bem diferente do que imaginava.

Havia trinta e quatro garotas lutando pelo amor/coroa de Maxon, menos a America que estava apenas pelo dinheiro que enviavam para sua família e a comida, que antes nunca tinha visto tanta fartura.

Digamos que foi a primeira impressão que ficou quando America entrou no palácio. Ela sempre pensou que Maxon era o oposto dela e cada vez gostava menos dele. ATÉ QUE ela conhece pessoalmente e por acaso aquela pessoa bonita, engraçada, educada, bondosa etc.

América ficou XÓ com tanta delicadeza e aos poucos foi crescente uma amizade entre eles.
Algo em sua hesitação fez com que eu me sentisse linda. Sem precisar de palavras, pude compreender como ele estava emocionado mas também assustado com o momento. E por trás de tudo isso via sua adoração por mim.
Desde o primeiro encontro, os sentimentos dos dois haviam sido revelados e eu torcia muito para que isso mudasse.

O livro não gira em torno só da America, até por que havia mais outras trinta e quatro garotas. America dava suas impressões ao longo da leitura.

Devemos lembrar da Marlee, melhor amiga da America durante a seleção e suas fies criadas Anne, Lucy e Mary. Sua família, em especial seu pai, que era seu confidente. No decorrer dos demais livros conhecemos melhor cada um deles.

Aos poucos, America foi percebendo que queria lutar por Maxon e talvez houvesse um futuro que ela nunca tivesse tentado imaginar entre eles.

Minha classificação: 5 de 5.

Eu gostei muito mais do primeiro livro, pois é repleto de detalhes, conhecemos a amizade dos dois crescendo e não tinha muita "intriga", sabem?

Eu não amei o livro, porém foi escrito impecavelmente e com inúmeros detalhes. É um livro leve para quando você quer se apegar a um romance e acompanhar sua evolução.

São três livros da série "A seleção" que conta a história dessa seleção que America participa.

Eu gostei muito do príncipe, mas achava que ele poderia ter sido melhor, mais direto, mais decidido, sabe? Por muitas vezes fiquei com ciúmes por America e com raiva dela por Maxon.  Meu coração não é 100% dele hehehe

A Warner Bros comprou os direitos de adaptação e simmmmm A SELEÇÃO VAI VIRAR FILME!
Os produtores serão Denise DiNovi e Alison Greenspan (os mesmos do meu queridinho "Se eu ficar") e Pouya Shahbazian (da serie Divergente). O roteiro será escrito por Katie Lovejoy.

Ainda não se tem informações sobre elenco ou estreia, mas estarei aqui feliz da vida para contar a vocês hehe 

Me contem o que vocês acharam dele. Já conheciam? Leram?

Beijos, Lah!

0 comentários:

Postar um comentário

Obaaaa, muito obrigada por comentar, volte sempre! Beijoss!

 

criado e codificado para o blog Enfim resolvido
cópia proibida © 2015