enfim resolvido

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Filmes assistidos em janeiro #1

via link
Hey gente!

Em 2017 resolvi me organizar mais, começando por anotar todos os filmes e livros (raramente assisto séries) para poder compartilhar com vocês. 

Apesar de ter vários posts aqui no blog sobre filmes que assisti (os que gostei ou não), isso não é nem a metade de todos aqueles que já assisti. Eu achava que lembraria, mas sempre deixava de lado e acabava não contando a vocês, mesmo querendo muito.

Hoje resolvi separar mais três filmes que vi no mês. Lembrando que já falei sobre o que achei do filme É Fada, protagonizado pela youtuber Kéfera e fiz a resenha do filme o Lar das Crianças Peculiares, adaptação do livro O Lar da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares, do Jacob Portman.

VOANDO PARA CASA
TÍTULO ORIGINAL: Flying Home
DIREÇÃO: Dominique Deruddere
GÊNERO: Drama, Romance
ANO: 2014
Para fechar negócio com um sheik árabe, um jovem e ambicioso empresário precisa capturar um pássaro muito específico. Durante a busca, ele se apaixona pela neta de um senhor que possui a rara espécie de ave e passa a viver um dilema.
Estava eu navegando pela Netflix quando me deparei com uma capa até bonitinha de um filme novo que tinha sido adicionado ao catálogo. Quando eu vi  que o Jamie Dornan era o protagonista quis assistir. Gosto muito dele desde a época de Once Upon a Time

O filme fala de um empresário que não mede esforços para conseguir o que quer, então ele vai em busca de um pássaro específico que o tornará um dos empresários mais bem sucedidos na área e rico, isso caso consiga compra-lo para um sheik árabe. 

Eis que durante essa compra, Colin decide se aproximar de todos da cidade pacata em que o pássaro vive e acaba se apaixonando por Isabelle, neta do dono.

Ele precisa decidir entre o amor que sente pela Isabelle ou o sucesso que receberia ao conseguir comprar o pássaro. 

Apesar de ser um filme clichê pelo que falei, algumas cenas não acontecem como esperávamos de um filme clichê, então a pessoa fica apreensiva duvidando que tal personagem possa fazer abc coisas, o que vai acontecer nas outras cenas etc. 

Eu não amei o filme de paixão, mas como também não entrou na lista de filmes que não gostei, decidi contar para vocês sobre ele, vocês que devem julgar ao assistir. 

XOXO: A VIDA É UMA FESTA
TÍTULO ORIGINAL: Xoxo
DIREÇÃO: Christopher Louie
GÊNERO: Drama
ANO: 2016
O longa retrata as aventuras de um grupo de jovens no maior festival de música eletrônica dos Estados Unidos. São seis vidas que se encontram em uma noite de romance, sonhos e loucuras. 
Vi esse filme no finalzinho de 2016, um dia antes de eu viajar, então por isso não deu para compartilhar com vocês assim que assisti.  

O filme é original da Netflix e tem como o protagonista o Ethan, um garoto tímido em busca do sonho de se tornar DJ e que vai se apresentar em um festival de música eletrônica bem famoso nos Estados Unidos por conta de uma música dele que se tornou um viral. 

Como é sua primeira apresentação pública, ele precisa que tudo dê certo. Porém, já sabemos que isso não iria acontecer.

Além da história principal do Ethan, vemos mais cinco histórias principais que se encontram durante o festival. 

Eu gosto muito de filmes desse tipo principalmente por conta da trilha sonora. Me lembrou muito o filme "Música, amigos e festas" que também resenhei aqui no blog, onde o protagonista Cole vai em busca da sua carreira como DJ, mas começa a aprender que tudo na vida tem seus riscos.

Pela semelhança nas sinopses eu resolvi assistir ele. É um filme legalzinho de se ver, mas também não conquistou meu coração. A trilha sonora é muito boa e gostei do personagem principal e de um casal que ajudam Ethan. 

MINHA MÃE É UMA PEÇA 2
TÍTULO ORIGINAL: Minha mãe é uma peça 2
DIREÇÃO: César Rodrigues
GÊNERO: Comédia
ANO: 2016
Dona Hermínia (Paulo Gustavo) está de volta, desta vez rica, pois passou a apresentar um bem-sucedido programa de TV. Porém, a personagem superprotetora vai ter que lidar com o ninho vazio, afinal Juliano (Rodrigo Pandolfo) e Marcelina (Mariana Xavier) resolvem criar asas e sair de casa. Para balancear, Garib (Bruno Bebianno), o primogênito, chega com o neto. E ela também vai receber uma longa visitinha da irmã Lucia Helena (Patricya Travassos), a ovelha negra da família, que mora há anos em Nova York.
Eis que aqui estou eu para contar minha opinião sobre o filme. Depois que assisti, perguntei no meu facebook a opinião das pessoas sobre ele, por que eu já tinha ouvido e visto alguns comentários que ele tinha sido o melhor filme de 2016, que tinha sido melhor que o primeiro, que foi o dinheiro mais bem gasto no cinema etc e também por que eu estava em dúvida se fazia uma postagem exclusiva expondo minha opinião sobre o filme por que eu não tinha achado tudo isso o que as pessoas estavam achando. 

Em Minha Mãe é uma Peça 2, revemos os principais personagens do primeiro filme e conhecemos uma Hermínia rica já que o seu talk show deu muito certo, mas ao mesmo tempo sozinha já que seus filhos mudaram-se para São Paulo. Também conhecemos a irmã e o neto dela. 

Eu gostei do filme, mas me decepcionei por que pensei que seria beeem melhor. Eu tinha visto uma resenha que dizia que no primeiro filme erraram por ter colocado as principais cenas no trailer e estava muito apreensiva que isso pudesse acontecer de novo. 

É verdade que a doma Hermínia é um pouco de cada mãe, principalmente a minha. 

Ri muito, mas se eu fosse classificar seria com quatro estrelas, por que senti falta de algo. 

Espero que tenham gostado!

Me indiquem alguns filmes que vocês gostaram!

Beijos, Lah!

2 comentários:

  1. Quero muito assistir Minha mãe é uma peça 2, o primeiro foi demais, hahah
    Me interessei pelos dois filmes que você indicou, talvez assista :)
    Beijo!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir

Obaaaa, muito obrigada por comentar, volte sempre! Beijoss!

 
© COPYRIGHT 2014-2017. ENFIM RESOLVIDO. ALL RIGHTS RESERVED. DESIGN BY GABRIELA FREITAS