enfim resolvido
  • BLOG

    BAIXE O PLANNER FINANCEIRO

  • Lions

    RESENHA DO LIVRO AZAR O SEU

  • Snowalker

    A MENINA DOS OLHOS MOLHADOS

  • Howling

    RESENHA LIVRO DE REPENTE

  • Sunbathing

    RESENHA PS AINDA AMO VOCÊ

sábado, 16 de janeiro de 2016

Resenha do livro "Lola e o garoto da casa ao lado"

Hey gente!

Desde que eu soube que “Anna e o beijo francês” fazia parte de uma série de três livros escritos pela autora Stephanie Perkins, quis ler os demais.
Título Original: Lola and the Boy Next Door
Autora: Stephanie Perkins
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 288
Ano: 2012
A designer-revelação Lola Nolan não acredita em moda... ela acredita em trajes. Quanto mais expressiva for a roupa — mais brilhante, mais divertida, mais selvagem — melhor. Mas apesar de o estilo de Lola ser ultrajante, ela é uma filha e amiga dedicada com grandes planos para o futuro. E tudo está muito perfeito (até mesmo com seu namorado roqueiro gostoso) até os gêmeos Bell, Calliope e Cricket, voltarem ao seu bairro. Quando Cricket — um inventor habilidoso — sai da sombra de sua irmã gêmea e volta para a vida de Lola, ela finalmente precisa conciliar uma vida de sentimentos pelo garoto da porta ao lado.
O livro conta a história da Lola Nolan, uma adolescente nada comum de 17 anos que mora na Califórnia e que adora trajes originais e perucas. A cada dia a Lola anda com um visual diferente e quanto mais extravagante for, melhor.

Lola é filha adotiva de Nathan e Andy, um casal de homossexuais mais fofos de serem descritos. Se geralmente um pai é superprotetor, imagina dois então.

A proteção a Lola era incrivelmente rigorosa, talvez por eles não gostarem do namorado da filha.

Lola namora atualmente o Max, mas seu coração fica dividido quando a família Bell volta a ser seus vizinhos e ela reencontra com Cricket, o garoto que sempre foi apaixonada.

Max, de início, me lembra Adam do livro "Se eu ficar" da Gayle Forman. O seu jeito rockeiro, mas ao mesmo tempo protetor (APENAS isso). Ele parece ter duas personalidades: o rockeiro gostoso que usa drogas e tem inúmeros problemas e o nerd inquieto de óculos, não deixando seus problemas transparecerem.

Max tinha 22 anos e uma vida conturbada e ao mesmo tempo tão próxima e semelhante à vida de Lola. Ele dizia que não conhecia a verdadeira Lola por que sempre que a via ela estava diferente (cabelo, roupa, unha).
Cricket e Calliope são irmãos gêmeos e diferente do seu irmão, Calliope é a Regina George (meninas malvadas) da vida de Lola.

Enquanto Cricket é doce, gentil e honesto, a Calliope é seu oposto e muito MUITO egoísta. A única coisa em comum é a beleza. Ambos são extremamente bonitos.

Depois de um bom tempo, conhecemos um Cricket tímido, mas ao mesmo tempo corajoso de demonstrar o que sente por Lola. O que mais gostei no livro.

Também conhecemos a Lindsey, melhor amiga da Lola.

No livro “Lola e o garoto da casa ao lado” aparece alguns detalhes da vida atual de St.Clair e Anna e AI MEU DEUS DO CÉU QUE SAUDADE, eu quero um livro só com a vida desses dois por que tá difícil ficar longe.
Mudaram-se para cá faz pouco tempo, mas se conheceram ano passado em Pais, onde foram à escola secundária. Mataria para ir a uma escola em Paris, principalmente se tivesse garotos como Étienne St. Clair por lá.
Lola e Anna trabalham em um teatro em San Francisco e St.Clair apesar de não trabalhar lá, sempre ajuda.
Ele é outra coisa que gosto em Anna, aonde quer que ela vá, ele a segue.
Eles aparecem mais do que eu imaginei, principalmente quando Lola narra seu trabalho.

A parte de serem vizinhos e Cricket sempre ir à casa da Lola, me lembra o livro "para todos os garotos que já amei" onde Josh era bem próximo da família de Lara e todos gostavam dele.
Eu sou uma criança brincando de se vestir, que não pode nem mesmo se reconhecer por debaixo de sua própria fantasia.
Anna é a única pessoa que o chama pelo seu nome. O restante de nós o chamamos por seu apelido, St. Clair. Não estou bem certa do por que.
Não sei ao certo, mas acho que ainda estou com ressaca literária do livro “Anna e o beijo francês” e por isso mesmo não gostei muito da história da Lola.

Em certos momentos odiei a Lola por ela não ter certeza de certas coisas (e ficar em dúvida) apesar de ser a realidade de muita gente, inclusive já foi a minha.

Apesar de ter me decepcionado com o livro, pensei na adaptação cinematográfica o tempo todo.

Minha classificação: 4 de 5.
Eu demorei a começar a me “apaixonar” pelo livro sabe? Diferente do “Anna e o beijo francês” que nas primeiras páginas eu já estava encantada com Étienne e Meredith, principalmente. Eu não diria que fiquei apaixonada por esse livro nem muito menos pelos personagens.

Ela demorou a contar sua historia com Cricket, o que achei que ficou meio chato ter que se situar sobre o ocorrido bem depois.

Achei que a historia poderia ser menos complicada sabe? Os personagens poderiam ter sido mais trabalhados. Os personagens na minha cabeça passaram longe de serem que nem os da capa do livro. A Lola que mais se aproximou.

Penso que se fosse um filme eu classificaria com cinco flores, mas como eu fui com muita sede ao pote, talvez "Lola e o garoto da casa ao lado" me decepcionou um pouco.

Apesar de Anna e Étienne aparecerem no livro, você não precisa ter lido o livro "Anna e o beijo francês" por que Lola descreve tudo o que precisamos saber deles. Para quem leu, é bom para saber como eles andam depois de tempos e matar um pouquinho a saudade.

Apesar de eu ter me decepcionado, recomendo. Eu não achei um livro ruim, apenas achei que seria mais sabe? Então não supriu minhas expectativas.

Lola e Cricket conhecem Anna e Étienner durante esse livro e vão aparecer no terceiro (e último) livro da série: "Isla e o final feliz" além de outros personagens que aparecem no livro "Anna e o beijo francês".

P.S: O filme "O garoto da casa ao lado (The Boy Next Door)" estrelado por Jennifer Lopez não é adaptação desse livro!

Espero que tenham gostado!

Vocês já leram esse? Me digam que não foi apenas eu que me decepcionei com esse livro, por favorrrrrr!

Beijos, Lah!

2 comentários:

  1. É tão chato quando colocamos tanta expectativa num livro e acabamos nos decepcionando, né?! To lendo um agora, A Lareira da Saudade, preciso fazer resenha de tão bom que é, e olhe que eu não dava nadinha por ele!

    Cheirinho Lah <3

    ResponderExcluir
  2. Gostei da resenha. Mas acho que nao ia gostar dessa história. Lol beijinho e estou seguindo o blog! Dá um saltinho no meu e segue-me tambem ♡ beijinho

    The-not-so-girlygirl.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obaaaa, muito obrigada por comentar, volte sempre! Beijoss!

 

criado e codificado para o blog Enfim resolvido
cópia proibida © 2015