enfim resolvido

domingo, 8 de novembro de 2015

Violência contra a mulher: Já basta! #COMIGONÃO

#COMIGONÃO
VIOLÊNCIA CONTA A MULHER: JÁ BASTA
BLOGUEIRAS UNIDAS NO COMBATE À VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER


A violência contra a mulher é um assunto muito sério e que também foi abordado pelo Enem 2015.

É de assustar cada vez que ligamos a TV ou lemos notícias e vemos estatísticas de mulheres que são assassinadas ou sofrem algum tipo de violência diariamente.

De acordo com pesquisas do IPEA, sete em cada dez mulheres já sofreu ou vai sofrer uma situação de agressão em algum momento da vida. Nós sabemos que não se trata apenas de violência física. A violência moral e psicológica somam pouco mais de 41% dos casos, de acordo com o ranking divulgado pela central de atendimento a mulher (Disque 180).
Apesar da grande maioria das mulheres que sofreram abuso não falar sobre o assunto, atualmente foi relatado vários casos com a hastag #meuprimeiroassedio e é de partir o coração de saber que isso ocorre.

É importante e necessário que a sociedade abrace a causa e que entendam que TODOS merecem respeito. Está na hora de dar um ponto final nessa situação e entender a seriedade do assunto para poder mudar a cultura de desvalorização da mulher de uma vez por todas.

Não podemos fechar os olhos e pensar que nada disso está ocorrendo, por que ESTÁ ACONTECENDO SIM. É muito triste ver que as estatísticas sobem a cada dia.

Em todos os aspectos as mulheres DEVEM ser reconhecidas.

No mercado de trabalho, as mulheres ainda continuam ganhando menos que os homens apesar de exercerem a mesma função.

Cantadas, desigualdade de cargos ou alguns outros momentos que podem ser considerados "normais" para alguns, nos revela o quanto nós mulheres somos tratadas como objetos.
Em muitos casos de estupros, a mulher é julgada por pessoas que nem a conhecem. A CULPA NUNCA É DA MULHER nem muito menos das suas vestimentas ou comportamento.

Suas roupas, seu comportamento, os locais que frequenta ou as pessoas que ela fala NÃO JUSTIFICAM qualquer ato contra a mulher.

Os índices de violência doméstica são alarmante e o primeiro passo a se fazer é perceber e admitir que se trata de um relacionamento abusivo.

Muitas meninas começam a namorar cedo e por ser o primeiro namorado de muitas delas e ter o pensamento feito de que certas coisas são "normais" em um namoro, acabam não percebendo que estão em um relacionamento abusivo.
É MUITO IMPORTANTE ESTAR ATENTAS AOS SINAIS QUE O PARCEIRO DÁ.

Um relacionamento abusivo pode ser evitado caso haja diálogo e desde muito cedo a família ensine sobre o que se trata.

O cenário que muitas convivem/conviveram: a pessoa que você escolheu construir uma vida se torna um mostro que literalmente te aprisiona e te agride fisicamente ou/e verbalmente. Alguns dos casos viram assassinatos, mas que finalmente foram enquadrados na Lei do Feminicídio e passam a ser julgados com maior rigor). Por mais que ele diga que não vai fazer isso de novo, ELE NÃO VAI MUDAR! Vai continuar acontecendo a violência até que você dê um basta definitivamente.



Eu tenho muito ORGULHO de quem tem coragem de relatar os abusos sofridos. Que sirva de exemplo para as demais não se calarem e de uma vez por todas acabar com esse cenário assustador.

Muitas mulheres protagonizaram acontecimentos importantes na humanidade.
Nina Simone, Madre Teresa, Carmen Miranda, Evita Perón, Frida Kahlo
Homem ou Mulher, somos iguais em direitos, deveres e, principalmente, merecemos o mesmo respeito.

Quando não precisarmos mais chorar caladas por abusos sofridos vamos ter a certeza que a mulher passou a ser valorizada da maneira que merece.

Ainda há muito caminho pela frente! E o apoio de cada uma de nós é mais do que essencial.

É importante compreender que o primeiro passo para mudar esse cenário é denunciando. DISQUE 180. DENUNCIE! Você mantém anonimato e contribui com os centros de apoio à mulher.
 
Se algum dia qualquer coisa parecida acontecer com você, tenha forças para não aceitar, para não se subjugar ou submeter a algo que você não quer! Muita coisa ruim já aconteceu para que fiquemos caladas sem dizer “comigo não!” em situações de abuso ou falta de respeito.

A campanha COMIGO NÃO busca mostrar às mulheres o poder e valor que cada uma tem e, principalmente, para que possamos mudar a cultura desigual refletida nas alarmantes estatísticas sobre a condição de mulher, quebrando as correntes da opressão e libertando-se para uma nova realidade.
A Specialità Lingerie, criadora da campanha COMIGO NÃO, e todos os blogs parceiros que estão abraçando esta ideia de proteção e valorização à mulher, acreditam que o respeito seja a grande arma de enfrentamento a este tipo de violência.
O grito de guerra dessas mulheres é esse: COMIGO NÃO!

COMIGO NÃO, porque a vida de uma mulher, seu corpo e seu destino, não pertencem a ninguém a não ser ela mesma. COMIGO NÃO, porque nenhuma mulher merece sofrer maus tratos de homem algum. COMIGO NÃO, porque é necessário força e coragem para vencer o medo e transformar uma realidade assustadora em algo que fique para sempre no passado.

Apoie esta causa! Conheça a campanha #COMIGONÃO:
Para cada blogueira que apoiar a campanha, um conjunto de lingerie será doado a uma das casas de abrigo a mulheres do estado de Minas Gerais. Assim teremos a oportunidade de trabalhar a autoestima dessas mulheres e mostrá-las o valor que elas têm.
Para saber mais sobre a campanha e sobre quem a apoia, acesse: www.specialitalingerie.com.br/comigonao ou confira a fanpage da campanha #COMIGONÃO.
Lembre-se: Quando você permanece neutro(a) em qualquer situação de opressão, você também se torna opressor. Disque 180 e denuncie!
 É muito importante que nós compartilhemos essa ideia e quanto mais informações sobre o assunto, melhor.

Beijos, Lah!

7 comentários:

  1. É triste como em pleno seculo 21 ainda exista tanta violência e desrespeito contra as mulheres...é um absurdo que precisa se combatido sempre

    Dani Ramos
    www.donaengenhosa.com.br
    Lojinha: http://lista.mercadolivre.com.br/_CustId_191414409

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Dani, quanto mais informação melhor pra que essas estatísticas diminuam cada vez mais. Beijos

      Excluir
  2. To ficando muito feliz a cada blog que vejo nessa campanha. Porque violência contra a mulher acontece com frequência e é grave, é real. É preciso falar cada vez mais sobre isso para que mais mulheres se empoderem e ganhem força para lutar contra a dura realidade e os perigos que todas nós estamos sujeitas pelo nosso gênero.

    www.tofalandoisa.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo Isa. É de assustar e partir o coração que as estatísticas são reais e continuam altas ;/ Quero sempre poder abordar mais sobre esse assunto aqui \o/ beijos

      Excluir
  3. É muito triste isso que ainda vivemos... Beijos lindeza.
    Blog Amandices


    ResponderExcluir
  4. É tão chato sair na rua e ouvir um psiu ou coisas do tipo, muitos são em tom de provocação. Mas mesmo assim mais um blog contra a esse tipo de coisa!
    Beijos,

    www.hitsdomomento.com

    ResponderExcluir

Obaaaa, muito obrigada por comentar, volte sempre! Beijoss!

 
© COPYRIGHT 2014-2017. ENFIM RESOLVIDO. ALL RIGHTS RESERVED. DESIGN BY GABRIELA FREITAS