enfim resolvido
  • BLOG

    BAIXE O PLANNER FINANCEIRO

  • Lions

    RESENHA DO LIVRO AZAR O SEU

  • Snowalker

    A MENINA DOS OLHOS MOLHADOS

  • Howling

    RESENHA LIVRO DE REPENTE

  • Sunbathing

    RESENHA PS AINDA AMO VOCÊ

sábado, 22 de abril de 2017

O que achei da série Gilrboss, original da Netflix

Hey gente!

Quando soube que Girlboss ia ser lançado pela Netflix me animei muito para saber um pouco mais sobre a história da Sophia Amoruso. Eu ainda não li o livro, então a série me traria um pouco de conhecimento sobre ela.

Já vi várias indicações do livro, por isso minha curiosidade de assistir a série aumentou.

O QUE É GIRLBOSS?
#Girlboss é um livro que conta a história da empreendedora Sophia Amoruso, que literalmente saiu do lixo ao luxo.

Recentemente, a Netflix comprou os direitos da adaptação, nos dando a bela oportunidade de conhecer melhor a vida da Sophia e nos dar mais um nome para a listinha de inspiração da vida.

Não sei dizer as semelhanças entre os dois, mas espero em breve poder fazer isso.

SOBRE A SÉRIE
A série gira em torno da Sophia Amoruso, uma das maiores empreendedoras da atualidade que você respeita

Ela viu a oportunidade de abrir seu próprio negócio e faturar muito money com vendas de roupas vintage no eBay. Para quem não sabe, eBay é um site de vendas online. Serve como uma vitrine para as pessoas venderem coisas (não só roupas). É o nosso mercado livre da gringa

QUEM É SOPHIA AMORUSO?
Sophia era uma garota complicada, sua personalidade é bem marcante na série. Ela se metia em confusões, roubava e até comia restos de comidas que eram jogados no lixo.

Com 22 anos, decide abandonar os estudos e sair da casa do pai.

Ela queria ganhar dinheiro, ser sua própria chefe e não precisar sair de casa para realizar isso, o que era melhor ainda. Quem nunca, não é mores?

Juntando o útil ao agradável, ela decide começar um negócio no ebay e vender algumas peças que encontrava em brechós, mas que valia muito mais do que as pessoas podiam imaginar. Sophia dava uma cara nova a peças vintage e foi assim que a Nasty Gal nasceu e se desenvolveu, não é mesmo?

Aos 28 anos esse império já estava indo a todo vapor.

Achei incrível a maneira que ela conseguia fazer isso, conseguir entrar em um brechó e avaliar as peças. Ter esse olhar crítico do valor das peças, sabem?

Na série, quem interpreta a Sophia é a queridinha Britt Robertson

SOBRE OS PERSONAGENS
Não é uma série que se tem muitos personagens, apenas os principais que estiveram de algum modo com a Sophia durante essa fase, como sua melhor amiga, o namorado da época e o pai.

SOBRE OS CENÁRIOS
Os cenários são de se apaixonar. Conhecemos um San Francisco pelos olhos da Sophia. 

O cenário que achei mais interessante e criativo foi quando os personagens participavam de chats ou fóruns. Eles ficavam ao redor de uma mesa, conversando como se estivessem ali pessoalmente. Até as publicidades chatas que ocorriam em algum fórum eram narradas. 

DURAÇÃO
Por enquanto, Girlboss só tem uma temporada, contando com 13 capítulos que não ultrapassam meia hora cada um. Minha sensação como telespectadora era que estava assistindo a um filme.

É uma série levinha para quem gosta de acompanhar séries e que não se torna cansativa.

O que me deixou impressionada foi por ser algo recente. Esse império de moda foi construído em 2006 e a série deixa bem claro os acontecimentos/evolução dos anos.

CURIOSIDADES
- Atualmente Sophia tem 33 anos, a Nasty Gal entrou no Chapter 11 de falência, mas não deixou de existir. É apenas uma reorganização da empresa, mas que permite que ela continue atuando. 

- O RuPaul apareceu na série interpretando o Lionel. Para quem não conhece, ele é um ator, drag queen e cantor americano. Também tem série sobre ele na Netflix. 

- O nome Nasty Gal foi inspirado no álbum da Betty Davis de mesmo nome.

Indico a série principalmente para quem quer dar um gás a mais para a realização daquele sonho que parece furada. 

Nada pode impedir você de realizar seus sonhos, isso só vai depender de você. 

A Sophia é a prova viva de que quando se quer algo, se consegue. Basta ter determinação e esforço para se conseguir. 

Espero que tenham gostado!

Já assistiram ou leram o livro Girlboss?

Beijos, Lah!

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Resenha do filme Quase 18

Hey gente!

Recentemente assisti ao filme Quase 18, uma comédia/dramática/romântica no ambiente adolescente

Eu já contei a vocês o quanto gosto de filmes adolescentes, né? Achando pouco os indicados por aqui, resolvi indicar mais um.

TÍTULO ORIGINAL: The Edge of Seventeen
DIREÇÃO: Kelly Fremon Craig
GÊNERO: Comédia, Drama
ANO: 2017
Nadine está enfrentando uma difícil situação desde que sua melhor amiga, Krista, está namorando com o seu irmão mais velho, Darian. Nadine se sente mais sozinha do que nunca, ao menos até começar uma amizade com um jovem atencioso.
O filme é estrelado por ninguém mais ninguém menos que a musa inspiradora Hailee Steinfeld

Nadine sempre se considerou uma garota esquisita, que não conseguia fazer amizades e por isso sentia que seu irmão era sempre melhor que ela por ser bonito, simpático e estar sempre rodeado de amigos. 
Um certo dia, ainda na infância, Nadine conheceu Krista e se tornaram melhores amigas da vida. Eis que seu irmão e sua melhor amiga começam a ter um rolo e a vida da Nadine começa a virar de cabeça para baixo.

Me contem qual o problema de vocês que não iriam gostar que sua amiga namorasse seu irmão? Eu só tenho uma irmã e nossssa, eu iria amar ver ela namorando com algum amigo meu

Sozinha desde que brigou com sua melhor amiga, Nadine tenta criar coragem para ir falar com seu crush Nick e acaba mandando uma mensagem totalmente direta para ele, que enfim, resolve "dar atenção" a ela. 

Alerta de problemas vindo por aí, não é queridos?
Nadine acaba conhecendo o Erwin, que estuda com ela, é uma fofura em pessoa e que sempre tenta se aproximar.

O irmão da Nadine é mesmo lindo e é interpretado pelo muso Blake Jenner. 
O filme retrata muito bem a adolescência, fase que a gente pensa que qualquer coisinha é motivo para nosso mundo desmoronar. Com certeza, muitos dos adolescentes que assistiram se identificaram com algum dos personagens. 

É um filme legal de assistir, te tira algumas risadas e também faz seu coração quase parar em alguns momentos.

Se você gosta de filmes adolescentes pode assistir quase 18 que não vai se arrepender. 

Espero que tenham gostado!

Já assistiram? Me indiquem mais!

Beijos, Lah!

terça-feira, 18 de abril de 2017

Meta da vida: ir a um Coachella

Hey gente!

Eu quero muito ir a um Coachella, é uma meta da minha vida. Vejo tantas fotos que fazem eu não desistir do meu sonho, que resolvi separar algumas inspirações para vocês.

Coachella é um festival de música que ocorre na cidade de Indio, na Califórnia. 

O intuito do post é apenas compartilhar minhas atuais referências quando penso em Coachella, mas de sobra ainda temos algumas inspirações de looks, não é mesmo?
Tem um post no blog festivalando MARA, falando como se organizar para ir ao Coachella.


Espero que tenham gostado!

Já pensaram em ir? Quem tem vontade de ir a algum festival?

Beijos, Lah!

domingo, 16 de abril de 2017

Resenha do filme Slam, original da Netflix

Hey gente!

Finalmente estreou o filme Slam. Uma produção original da Netflix, Eu já contei a vocês o quanto eu sou ansiosa e curiosa quando assisto trailers de filmes lançamentos?

Eu tinha visto o trailer na própria Netflix, mas acabei deixando pra lá por que ia demorar a estrear, eis que o grande dia chegou e encontrei o digníssimo em destaque
Ele nasceu de uma gravidez precoce, assim como sua mãe. Será que esse é o destino de todos na família?
Slam é uma adaptação de um livro homônimo de Nick Hornby, que tem a gravidez na adolescência como principal tema

O filme fala sobre Samuel, um garoto de 16 anos que é apaixonado por skates e sua principal inspiração da vida é o skatista Tony Hawk. 

Ele acaba conhecendo a Alice que também tem 16 anos, uma garota com um futuro brilhante pela frente, com imensas oportunidades que podia ter na vida. Eles se apaixonam, começam a namorar, mas de repente, eles vão ser pais. Com 16 anos. A mesma idade que a mãe de Sam engravidou dele. 
O pior de tudo era que antes mesmo de Sam saber o resultado, as coisas entre ele e a Alice haviam ficado estranhas. Aquela euforia de inicio de namoro tinha acabado ou adormecido, talvez? As inseguranças de Sam vieram à tona e ele acabou sem saber o que fazer. 

Antes do fato, a vida de Sam não era tão planejada, mas também com o nascimento da criança acabaria com qualquer planejamento que ele pudesse ter na vida. Já a vida de Alice era toda planejada por seus pais, mesmo que a garota não tivesse pretensão de seguir esse planejamento. 

O casal protagonista são de realidades financeiras diferentes e a mãe de Alice tenta sempre que possível deixar isso claro para ambos. 

Os pais do Sam são separados e ele cresceu ouvindo que ele havia sido um erro na vida deles. Isso era tudo o que Sam não queria para seu filho. 

Como seria a vida dessa criança com pais separados? Como seria a vida dos pais após o nascimento do filho? Eles ainda nem tinham acabado o ensino médio. Como ficaria a relação deles após terem um bebê?
Durante o filme, um livro sobre a vida de Tony Hawk é narrado. Se você não sabe, assim como eu não sabia, ele é um dos maiores skatistas de todos os tempos. E esse livro de certo modo descreve o personagem Sam e também lhe dá alguns conselhos

De início eu não entendia de maneira alguma a história, o desenrolar dos fatos, mas com o passar dos minutos, conseguimos entender qual é o esquema do filme. 

O filme retrata não só a gravidez na adolescência, como também a imaturidade da fase, as decisões que precisam ser tomadas quando uma criança espera outra criança, a responsabilidade de se ter um filho, as inseguranças etc.. 

Não é aquele filme fofinho, estilo hollywoodiano. É um filme italiano, que apesar de eu pensar que seria totalmente sem músicas, encontramos uma trilha sonora e toques de humor. Está certo isso, produção?

Eu não escondo minha insatisfação com filmes que possuem ausência de uma trilha sonora. Sou dessas, não é mesmo? Eu fui acostumada com filmes estilo hollywoodianos e criei essa barreira que me impede de amar algum filme desse tipo que vos falo. 
O humor do filme vem de Sam, por que ele fica desorientado ao saber que vai ser pai, tendo alucinações e isso acaba quebrando o gelo de um assunto tão sério. 

A ideia principal do filme é relatar a maternidade na adolescência. Muita gente pode sentir dúvida em relação a isso, mas mostra que quando se tem um bebê na adolescência não é sinal de que sua vida acabou e que você não pode fazer mais nada por que agora tem um filho, entendem? 

Me deu muita vontade de ser mãe e de saber como é o sentimento de ser mãe. Eu confesso que até os meus 19 anos eu jamais pensaria em ser mãe e pensava igualzinho como muita gente pensa, que acabaria minha vida e meus planos. Mas vendo o filme vemos que o amor prevalece, sabe? Que ser mãe/pai na adolescência não vai estragar sua vida. 

Acho muito importante ter filmes com essa temática, principalmente para adolescentes que estão passando por isso no momento saberem que não é o fim do mundo.

O filme não faz muito tempo que foi lançado nos cinemas da Itália e veio direto para as telinha da Netflix pelo mundo. 

Os protagonistas são Ludovico TersigniBarbara Ramella, eu realmente gostei das escolhas e achei que acertaram. A atuação de ambos foi impecável. 

Indico o filme para quem gosta de um filme leve, mas que ao mesmo tempo conseguimos refletir sobre um determinado tema. 

Espero que tenham gostado!

Me contem se é só a minha pessoa que não gosta de filmes italianos/franceses/grego/alemão? hehe Não é possível. 

Beijos, Lah!
 

criado e codificado para o blog Enfim resolvido
cópia proibida © 2015